Mary Jane: inocente, romântico e sexy

Com mais de um século de história, os sapatos de boneca ganham novas padronagens sem abrir mão de sua aura feminina de bem comportada ...


Com mais de um século de história, os sapatos de boneca ganham novas padronagens sem abrir mão de sua aura feminina de bem comportada

As semanas de moda de Milão, Paris, Londres e Nova Iorque, que acontecem no final do ano, quando é inverno por lá, ditam tendências para a estação mais fria por aqui, que acontece no meio do ano. E se você já andou dando uma olhadinha nos looks das gringas, com certeza identificou que os sapatos Mary Jane, com toda sua feminilidade e o estilo lady like, voltam a fazer a cabeça – ou os pés – da mulherada no inverno 2015.

De acordo com empresária Priscila Vilarouca, franqueada da Arezzo em São Luís, os modelos são o complemento perfeito para vestidos e saias mídi, míni ou máxi. “Para esta temporada, o velho e sempre atual sapato de boneca ganha uma diversidade de materiais que vão do verniz ao glitter, e promete roubar todas as atenções do look”, aposta Priscila.

O "it shoe" da próxima estação já pisou mais de um século de história, mas ainda assim, segundo a franqueada da Arezzo, sua essência se manteve intacta na adaptação às mutações da moda. “Agora são os grandes criadores de moda que dão as cartas com estes famosos sapatinhos, que se transformaram em  extraordinárias tentações, numa equação fantástica entre o doce e o sexy, o romântico e o atrevido”, atesta a empresária.

E por que "Mary Jane"?
O nome tem origem em um personagem de uma revista em quadrinhos, Mary Jane, que usava sapatos com tira sobre o peito do pé na história em quadrinhos Buster Brown, criada por Richard Outcault no início do século XX.

A popularidade da personagem rapidamente transformou os sapatos em um objeto de desejo para as crianças e, até ao fim da década de 1950, os Mary Jane foram um must-have no armário tanto de meninas como de meninos. Assim surgiu a sua conotação inocente e infantil que o acompanha até hoje.


Mas, os encantos deste modelo não ficaram indiferentes por muito tempo para os adultos. Os efervescentes e loucos anos 20 pediam sapatos confortáveis para as estonteantes e aceleradas maratonas de dança. “Os saltos reduzidos, a ponta arredondada e os materiais nobres característicos dos Mary Jane, na maioria em pele, faziam deles o calçado perfeito para as longas noites de festa”, aponta a franqueada da marca Arezzo.

Nos anos 1960, a aparição da modelo Twiggy usando o sapato deu mais popularidade à peça. Hoje, o sapato Mary Jane é um dos grandes itens clássicos da moda, mas é atual como se tivesse surgido para a próxima temporada.

You Might Also Like

0 comentários