Molhos Olha só que coisa linda!  Aprendemos nas últimas semanas técnicas para melhorar nossa atuação na cozinha, ainda por cima...

Molhos



Olha só que coisa linda! 
Aprendemos nas últimas semanas técnicas para melhorar nossa atuação na cozinha, ainda por cima, aprendemos algumas dicas valiosas para o dia a dia. 

"Aí, tio Mórbido, então quer dizer que eu já sou uma Chef de cozinha renomeada e rica?" HAHAHAHA! 
No máximo, você está liberada para chegar a um pouco menos de meio metro do fogão, sem o perigo de atear fogo na vizinhança e ficar conhecida como Nero. A partir de hoje começaremos a falar sobre a produção de alimentos em si, claro que sempre tendo como base a técnica.

Pois bem, hoje falaremos um pouco sobre a base de todo prato: a base. Parece redundante, mas não é. Quando você vai fazer qualquer comida, a base de sabor é o tempero que você vai utilizar, independente do que seja. Tomate, cebola, alho, especiarias, ervas, pimentas,  folhas, a baba que ficou na colher que você meteu na boca e enfiou na panela de novo... Não importa! Isso é o que vai montar o que chamamos de "camadas de sabor" (mais uma terminologia pra você usar e enganar as inimigas que você é uma grande cozinheira, mesmo não tendo noção nenhuma do que está falando), que seria agregar sabor a cada elemento da receita, fazendo com que no final tudo se junte em um único e delicioso sabor. Entendeu? Não? Deus, estou criando rugas...

Normalmente as pessoas usam temperos prontos em casa, aqueles que vem em tabletes ou em sachês (eu não vou citar nome de nenhum, porque futuramente alguém pode me patrocinar e tal... O que é, hein? Tio Bruno também precisa comprar o aspargo de cada dia!) já que não sabem reproduzir o mesmo sabor coma mesma facilidade, ou não sabem comprar as especiarias, ou tem preguiça mesmo. Bem, eu não sou absolutamente ninguém pra dizer que 99% das pessoas estão erradas em usar esse tipo de produto, já que a praticidade impera nos dias de hoje. Mas vamos pensar um pouco mais além da praticidade e ter uma visão um pouco mais abrangente do assunto.
Vocês já leram os rótulos desses produtos? Provavelmente sim e já estão cansadas de saber que eles são ricos em sódio, alimento que te faz reter líquido e te faz ficar parecendo uma leitoa. Ainda sim você compra porque é mais prático. Mas o que a maioria das pessoas não sabem é que o sódio é o menor dos problemas. Existem dois elementos utilizados nesses produtos que se chamam glutamato monossódico e inosinato dissódico, realçadores de sabor que são incrivelmente tóxicos para qualquer ser vivo. Esses dois elementos "enganam" as suas papilas gustativas, moldando-as para que as mesmas sintam mais sabor e enganando seu cérebro. Parece bobagem, até o ponto dessas duas substâncias tare, diretamente ligadas com o aumento de hipertensão, mal de Alzheimer, mal de Parkinson,  além de câncer de boca, laringe e estômago. Aquele "caldo" não parece ser mais tão inocente assim, não é? Sabe qual a pior parte dessa história? É que esses produtos estão em quase tudo o que comemos, já que a indústria os utiliza sem qualquer controle.

 Pessoal, procurem saber sobre tudo o que vocês colocam em suas mesas, e tudo aquilo que vocês ofertam à suas famílias, porque talvez, mesmo sem querem, você pode está colocando um veneno silencioso para todos vocês. 
"Aí credo, tio Gordo! Que horror! Quer dizer que é por isso que eu estou inchada assim?"
Não querida, isso aí se chama gordura localizada. Então hoje eu vou te ensinar como fazer o seu próprio caldo para utilizar em todas as suas preparações. Mas antes de qualquer coisa, eu quero deixar uma coisa bem clara aqui pra todos vocês: SAL NÃO É TEMPERO! Sal serve para abrir suas papilas gustativas para você sentir o sabor das coisas de forma correta. Você não precisa de quilos de sal para melhorar o sabor dos seus pratos! Você precisa aprender a desenvolver o verdadeiro sabor dos alimentos e aprecia-los da forma que eles são! 
Vou ensinar hoje a você a preparar dois tipos de caldo que você irá fazer uma vez e usar durante um bom tempo. Caldo de legumes e caldo de frango, que são os mais utilizados na cozinha diária. Semana que vem ensinarei de peixe e de carne, que precisam de um processo um pouco diferente. Vamos lá:

Caldo de Legumes para 5 litros

1,5kg de cebola
0,7kg de cenoura 
0,7kg de talos e folhas de salsão
2 folhas de louro
2 dentes de alho
1 colher de sopa de pimenta do reino em grãos 
7 litros de água
Bouquet garni (Bouquet de ervas aromáticas de sua escolha: salsinha, coentro, cebolinha, tomilho, manjericão, etc... Use sua imaginação!)

Modo de preparo: 
Pique os vegetais em tamanho médio (mais ou menos 3 a 4cm), e junte todos os ingredientes em uma panela grande e acione a água fria. Ligue o fogo alto e deixe começar a ferver. Quando começar a ebulição, diminua o fogo para que aconteça uma fervura bem leve, sem bolhas grandes. Deixe no mínimo duas horas cozinhando. Coe o líquido, descarte os sólidos e separe em sacos individuais cada litro do caldo e congele. Utilize sempre que precisar. Muito simples e prático!

*****************************************************

Caldo de Frango para 5 litros 
2kg de carcaça de frango
1,5kg de cebola
0,7kg de cenoura 
0,7kg de talos e folhas de salsão
2 folhas de louro
2 dentes de alho
1 colher de sopa de pimenta do reino em grãos 
7 litros de água
Bouquet garni (Bouquet de ervas aromáticas de sua escolha: salsinha, coentro, cebolinha, tomilho, manjericão, etc... Use sua imaginação!)

Modo de preparo: 
Pique os vegetais em tamanho médio (mais ou menos 3 a 4cm), e, adicione as carcaças de frango e junte todos os ingredientes em uma panela grande e acione a água fria. Ligue o fogo alto e deixe começar a ferver. Quando começar a ebulição, diminua o fogo para que aconteça uma fervura bem leve, sem bolhas grandes. Deixe no mínimo 3 horas cozinhando. Durante a cocção, uma espuma irá se formar no topo do caldo, tire tudo com uma escumadeira. Coe o líquido, descarte os sólidos. Refrigere o caldo na própria panela por algumas horas, até que uma placa de gordura se forme no topo e endureça. Retire essa placa da gordura e descarte. Separe em sacos individuais cada litro do caldo e congele. Utilize sempre que precisar. Muito legalzinho!

Pronto! Vocês tiveram sua primeira lição de cozinha prática! Aaaeeeee! Eu sei que parece bobo, mas imaginem o quanto isso fará diferença na alimentação da sua família e na qualidade do produto que você irá colocar na sua mesa. Entenda que todo prato perfeito parte de um princípio perfeito! Vamos aos poucos que vocês futuramente irão entender o quantos essas aulas básicas são importantes. Bem, espero que tenham curtido o post de hoje, semana que vem continuaremos com outros tipos de molho base. Espero que tenham uma excelente semana e que vocês leiam daqui pra frente o rótulo dos produtos que vocês enfiam na sua casa! Beijos! 

Bruno Salomão

You Might Also Like

0 comentários